terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Notícias

In:

“ A fake news e a República”

Por Oduvaldo Persiano

A História do Brasil nos oferece lances interessantes: uns até hilariantes ; outros  trágicos; alguns recheados de glórias; de amor ; ciúme ; paixão, etc. Na dita Proclamação da República , não houve derramamento de sangue, o povo não participou e nem teve luta armada . Contudo, o episódio que lhe deu sustentação, à frente o Alagoano Marechal Deodoro, diante de sua importância para nosso País e seu povo, merece destaque especial, senão vejamos:

A nossa primeira República surgiu em decorrência de duas Notícias Falsas. O Proclamador era bastante querido na tropa, porém fiel ao Monarca e não aceitava a sua deposição, mas não tolerava o Visconde de Ouro Preto. À época, Deodoro estava acamado com problema  respiratório e sua dedicada esposa MARIANA, eterna vigilante, evitava visitas para não agravar seu estado de saúde. Os Republicanos, sempre apoiados em Benjamin Constant, tentavam demover o velho Militar  no tocante à sua obediência ao Imperador. .Em face de suas reação, o Major Solon espalhou a primeira notícia falsa sobre sua prisão, ensejando o  Aquartelamento da tropa no Campo de Santana.

Sabedor de que o Visconde de Ouro Preto pretendias dissolver o Exército para substituí—lo  pela Força Nacional, Deodoro capitulou e decidiu enfrentar seu desafeto, ,assumindo o Comando da operação, pois imaginava apenas derrubar o Visconde, sem ferir o Monarca.  Ao sair de sua Casa, não foi logo montado em Cavalo e sim numa Charrete, por ser mais cômodo. Recebido sob aplausos da Tropa, mas naquele instante já montado em seu Cavalo , Deodoro não proclamou a República, posicionava-se em defesa do Exército. Retornou á sua Residência , ficando novamente sob  os  cuidados da dedicada Mariana.

Benjamin Constant Fez nova visita ao Marechal, porém quem chegava era recebido pela esposa, que não pretendia incomodar o Marido. Sem pretender deixar passar aquela oportunidade, Constant insistiu em comunicar  a Deodoro um fato novo ( Segunda Fake News), de seu interesse, sendo permito adentrar ao quarto do Enfermo. Alí, com postura séria e demonstrando  enorme preocupação , disse ao  referido Milita que D. Pedro II desejava dissolver o  Gabinete para nomear o Gaúcho Silveira  Martins, outro desafeto, a quem o Marechal detestava. E acrescentou que Deodoro, com  a decisão do Monarca, seria desterrado para a Amazônia. Imagine esta  Região em seu estado primitivo ! Hoje ainda é carente !

Ofendido e bastante irritado, o Marechal resolveu Proclamar a República em seu leito, fazendo que seu gesto fosse transmitido ao Campo de Santana. Tem-se, pois, que a versão original, sempre utilizada nas Escolas, não corresponde à verdade real, salvo engano de minha parte, rogando desculpas. Percebe-se que a atitude do Proclamador deveu-se mais à sua aversão a Silveira Martins, do que mesmo à vontade de transformar a Monarquia em República. Falava-se que ambos sentiam atração por uma bonita Senhora que, de seu turno, acalentava o assédio e desejo dos dois Personagens de nossa História. Não seria desastroso e nem  incabível assinalar que a nossa República nasceu sob os auspícios de 2 FAKE NEWS, alimentada também por um RABO DE SAIA.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com