terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Notícias

In:

Eleições Ifal: 1855 pessoas estão aptas a votar no campus Palmeira nesta quarta-feira, 28

Por Assessoria

Foi dado início ao processo eleitoral no Instituto Federal de Alagoas (Ifal), nesta quarta-feira, 28. No campus Palmeira dos Índios, 1855 pessoas votam neste primeiro turno para os candidatos à Reitoria e também à Direção-Geral. O grupo de votantes é subdividido entre técnicos administrativos em Educação (67), docentes (95) e alunos (1693). Para votar, o eleitor deve trazer um documento de identificação oficial com foto e dirigir-se até o auditório.

Entre os candidatos à reitoria estão o atual pró-reitor de Desenvolvimento Institucional (PRDI), Carlos Guedes de Lacerda; o diretor do Campus Maragogi, Dácio Lopes Camerino Filho; o docente do Campus Maceió, Givaldo Oliveira dos Santos, além da diretora do Campus Marechal Deodoro, Marília Costa Góis. Já para o cargo de diretor-geral do campus Palmeira estão disputando os docentes: Leonaldo José Lyra do Nascimento e Roberto Fernandes da Conceição.

A votação no campus está marcada para ter início às 9h e término às 20h, momento em que as urnas serão fechadas e as mesas receptoras se transformarão em mesas apuradoras, devendo o trabalho de apuração iniciar-se de forma imediata. Durante o processo de apuração dos votos, somente será permitida a presença dos candidatos, um fiscal por candidato, Comissões Eleitorais e mesários.

Vez e voz

Em um processo democrático, a voz e a vez é do povo que elege seus representantes para tomar a frente das decisões na gestão da instituição. É o que ocorre no Ifal: alunos, professores e técnicos estão unidos em prol da democracia. A escolha, feita de forma consciente, movimenta toda a comunidade acadêmica para uma decisão que prevalecerá nos próximos quatro anos.

A jovem Lucitânia Pereira, de 17 anos, já tem ciência da importância do seu papel enquanto eleitora. Aluna do 3º ano do curso de Edificações, ela ressalta que o diálogo com os candidatos foi fundamental para sua escolha. “Foi importante conversarmos com eles, ouvir e discutir propostas e assim decidir quem poderá nos representar”, diz.

Servidor há 24 anos no campus, José Antonio Silva já vivenciou alguns momentos como o de hoje durante sua jornada no Ifal. “Estamos vivenciando esse momento democrático em nossa instituição. Uma consulta que define a escolha de diretores-gerais e o reitor do Ifal, por isso é imprescindível a participação de todos”, enfatiza.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com