quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Notícias

In:

Sete novos santos para a Igreja

Cerca de 70 mil peregrinos, de Roma, da Itália e do exterior, assistiram neste domingo, 14, à cerimônia de canonização de sete novos santos. O texto da cerimônia apresentou a biografia de cada um, mas o papa Francisco deu destaque a dois deles, Paulo VI e monsenhor Oscar Romero, pelo exemplo atual de vida em tempos mais recentes.

“Mesmo nas fadigas e no meio das incompreensões, Paulo VI testemunhou de forma apaixonada a beleza e a alegria de seguir totalmente Jesus”, disse o papa na homilia (pequeno sermão). E prosseguiu: “Hoje continua a exortar-nos, juntamente com o Concilio de que foi sábio timoneiro, a que vivamos a nossa vocação comum: a vocação universal à santidade, não as meias medidas, mas a santidade”.

Francisco exaltou em seguida as virtudes de d. Oscar Romero, “que deixou a segurança do mundo, incluindo a própria incolumidade, para consumir a vida, como pede o Evangelho, junto dos pobres e do seu povo, com o coração fascinado por Jesus e pelos irmão”.

A multidão, de 70 mil pessoas, segundo a Sala de Imprensa da Santa Sé, aplaudiu, enquanto o papa afirmava que o mesmo se podia dizer dos outros novos santos – Francisco Spinelli, Vicente Romano, Maria Catarina Kasper, Nazaria Inacia de Santa Teresa de Jesus e Nunzio Sulprizio. Na fachada da Basílica, painéis mostravam os rostos dos novos santos.

Autor: José Maria Mayrink, enviado especial
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com