terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Notícias

In:

Pogba lembra decepção na Euro de 2016 e descarta favoritismo francês na final

No domingo, em Moscou, França e Croácia decidem a Copa do Mundo de 2018 e os franceses querem evitar o famoso “clima de já ganhou” para essa partida. “Nós não somos favoritos. É uma final”, disse nesta quinta-feira o meia Paul Pogba, um dos principais jogadores do time. A equipe tenta a todo custo evitar a repetição do cenário da Eurocopa de 2016, quando perdeu o título em casa para Portugal, mesmo atuando em casa.

“Na Euro, nós pensávamos que tínhamos conquistado o título depois da vitória em cima da Alemanha (na semifinal). Pensamos que Portugal estava derrotado antes. Dessa vez, estamos todos concentrados em não cometer o mesmo erro. Estamos felizes por nossa campanha, mas ainda não ganhamos a Copa do Mundo”, disse o jogador, que completou: “Vamos lidar de forma diferente nesta partida. Não vai faltar nada, nem raça”.

Ele ainda falou sobre o adversário da finalíssima. “Nós não somos favoritos. É uma final. Os croatas tiveram um jogo muito difícil contra a Inglaterra, eles não desistiram. Perdiam por 1 a 0 e voltaram para o jogo. Existem duas equipe e um troféu. Eles jogaram 90 minutos a mais nas três prorrogações, mas não sei se isso é uma desvantagem para eles ou se querem mostrar que podem ganhar mais um jogo. Para mim, repito, não somos favoritos. Não nos esquecemos das dúvidas sobre nós no início da competição, sobre a nossa capacidade de jogarmos juntos. Nós não fizemos nada ainda. Queremos ir buscar alguma coisa, vamos fazer de tudo para vencer”, afirmou.

Pogba ainda afirmou que o jogo será definido nos detalhes e que sua seleção não terá um plano especial para tentar anular o craque Luca Modric. “Não é apenas o Modric. Tem também Rakitic, Perisic e até os defensores que são conhecidos na Croácia. Eu acho que não haverá um plano específico para o Modric. Haverá um para todos. Nós assistimos à partida de ontem e agora vamos analisar tudo isso. Vamos tentar bloquear os melhores jogadores. Esse é o nosso plano, manter a posse de bola e vencer o jogo”.

O jogador também comentou sobre o encontro entre as duas seleções na Copa do Mundo de 1998, quando a França venceu a Croácia na semifinal do Mundial por 2 a 1, de virada. “Os croatas ainda não têm o título e eles querem essa primeira estrela. Eles fizeram uma campanha muito boa e querem a vitória, como nós também querermos. Eu não tenho essa estrela também, ela está na minha camiseta, mas não fui eu quem ganhei. Quero ganhá-la junto com meus colegas. Será uma final de Copa do Mundo, uma grande partida, um jogo muito difícil.”

Antes de Pogba, o zagueiro Samuel Umtiti, autor do gol da vitória da França em cima da Bélgica por 1 a 0 na semifinal, também conversou sobre os erros do passado na Eurocopa de 2016. “Eu mudei minha mentalidade depois daquele jogo. Cada um de nós é diferente e se prepara de uma forma. Coletivamente, sabemos o que fizemos de errado e o que devemos fazer agora. Isso é conversado entre nós. Criamos uma boa imagem, mostramos agressividade solidez. Há muita seriedade.”

Autor: Glauco de Pierri
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com