terça-feira, 17 de setembro de 2019

Notícias

In:

Taxas futuras de juros passam a subir com ajustes antes de leilões

Os juros futuros passaram a subir na manhã desta terça-feira, 12, após terem iniciado a sessão com viés de baixa. Os agentes financeiros ajustam posições à espera dos leilões do Banco Central e do Tesouro, além do índice de inflação ao consumidor dos Estados Unidos, cuja divulfação estava marcada às 9h30.

Por enquanto, estão previstos que o Banco Central ofertará até R$ 10 bilhões em títulos públicos em operação, com recompra em nove meses para rolagem de contratos de julho (10h00); 8.800 contratos (US$ 440,0 milhões) de swap cambial para rolagem dos vencimentos de 2 de julho (11h30); e segue atuando de forma discricionária no mercado de câmbio, nos momentos que achar necessário, convocando leilões e injetando recursos novos no sistema. Já o Tesouro Nacional oferta até 300 MIL NTN-F para venda e até 1,5 milhão para compra (11h00).

Por enquanto, Lá fora, investidores apenas repercutem o encontro histórico do presidente americano Donal Trump e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, mas não há impacto aparente nos negócios. Trump firmou um documento com Kim, que o americano descreveu como “muito abrangente”. As duas partes se comprometeram a trabalhar pelo fim das armas nucleares na Península Coreana e a começar negociações de alto nível o mais rápido possível.

Às 9h19 desta terça, o DI para janeiro de 2021 estava a 9,71%, de 9,66% no ajuste de segunda-feira. O DI para janeiro de 2023 indicava 11,17%, de 11,14% no ajuste de ontem. E o DI para janeiro de 2025 subia a 11,80%, de 11,78% no ajuste anterior.

Autor: Silvana Rocha
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com