segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Notícias

In:

Seleção feminina volta a oscilar no 3º set, mas bate Tailândia na Liga das Nações

A seleção brasileira feminina de vôlei mais uma vez oscilou no terceiro set. E mais uma vez acordou em seguida para fechar a partida. Nesta quarta-feira, a equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães derrotou a Tailândia por 3 sets a 1, com parciais de 25/16, 25/22, 18/25 e 25/13, em Eboli, na Itália, na quinta semana da Liga das Nações.

O duelo foi uma oportunidade para Zé Roberto testar a equipe para a fase final da competição. Na partida anterior, o time brasileiro havia garantido classificação para a próxima fase ao bater a Bélgica por 3 sets a 1 em partida que também se esqueceu de jogar no terceiro set.

O time nacional volta à quadra nesta quinta-feira, às 15h (de Brasília) contra a Itália, na última partida da quinta semana. A fase final da Liga das Nações acontecerá em Nanquim, na China. As disputas entre as cinco melhores seleções da primeira fase além da anfitriã China começam no dia 27. A final da competição está marcada para primeiro de julho.

Com a classificação assegurada, o técnico José Roberto Guimarães optou por fazer alguns testes na equipe. A seleção entrou em quadra com Rosamaria de ponteira no lugar de Amanda. O meio de rede contou com Carol e Bia. O restante da escalação inicial teve Tandara, Roberta, Gabi e Suelen de libera.

Apesar das mudanças, o time brasileiro tomou conta do primeiro set. A equipe começou concentrada e também se aproveitou dos inúmeros erros do frágil time adversário. Em um dos mais absurdos vacilos, a levantadora da Tailândia passou para a ponta e ninguém apareceu para mandar a bola ao outro lado da quadra. Com isso, o Brasil abriu 16 a 7 e fechou com tranquilidade em 25 a 16.

No segundo, a seleção diminuiu o ritmo e a Tailândia também passou a acertar um pouco mais. O placar seguiu parelho até 22 a 22. Após um pedido de tempo de Zé Roberto, a equipe voltou focada e, com dois pontos seguidos de Rosamaria, conseguiu o set point. Na sequência fechou com um erro da adversária.

Assim como no dia anterior, a equipe brasileira voltou para a quadra e esqueceu de jogar. A Tailândia foi para o tudo ou nada, passou a arriscar mais no saque e se manteve à frente do placar por todo o período. Fechou em 25 a 18 com um ponto de bloqueio.

No quarto, após bronca de Zé Roberto, o Brasil voltou mais ligado e comandou o set. Após ponto de bloqueio de Bia, a equipe nove pontos de vantagem: 16 a 7. As tailandesas também sentiram a reação brasileira e foram diminuindo o ritmo ao longo do set. Com um ataque de Monique, que contou com desvio do bloqueio, o Brasil fechou em 25 a 13

Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com