terça-feira, 19 de junho de 2018

Notícias

In:

Ipea aponta Alagoas com a terceira menor taxa de mortes a esclarecer em 2016

Por Redação com Agência Alagoas
d092cce8e5a2479375447cab14c7d489_L

Investimento no aparelhamento da Segurança Pública reflete nos índices menores de mortes não esclarecidas no Estado Ascom Perícia Oficial

 

No ano de 2016, Alagoas registrou a terceira menor taxa de mortes violentas por causa indeterminada, também denominada de mortes a esclarecer. O Estado teve apenas 11 ocorrências, ficando atrás apenas de Amapá (6) e Acre (10). Os dados foram divulgados nesta terça-feira (5) no Atlas da Violência 2018, realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

 

O baixo percentual de mortes a esclarecer evidencia a qualidade das informações prestadas pela Segurança Pública de Alagoas e também mostra a preocupação no esclarecimento de crimes. Entre 2006 e 2016, apenas -0,2% das mortes registradas no Estado não foram esclarecidas, ficando assim Alagoas com a menor taxa do país na série histórica.

 

“A proporção de mortes violentas não esclarecidas em relação ao total de mortes violentas é um dos principais indicadores de qualidade dos sistemas de informação de mortalidade (da saúde). Nos países desenvolvidos, geralmente, as mortes violentas indeterminadas representam um resíduo inferior a 2% do total de mortes por causas externas. Isso ocorre porque, nesses lugares, se reconhece a importância de se descobrir as causas que levaram o indivíduo a óbito como elemento fundamental para evitar novas mortes futuras.”, diz um dos trechos da publicação.

 

Já com relação aos números de mortes por 100 mil habitantes, o Estado também possui destaque quando compara os próprios números entre 2006 e 2016.

 

Em 2016, a taxa de homicídios por cada grupo de 100 mil habitantes foi a terceira menor dos últimos anos, ficando em 54,2. Em 2015, o número foi de 52,3 e em 2006, a taxa de homicídios por 100 mil habitantes foi de 53,1.

 

Redução da violência

 

Após uma década de liderança dos rankings de Estados mais violentos do país, Alagoas vive uma nova realidade, se afastando ano após ano do topo dessas listas. Nos últimos sete meses, por exemplo, Alagoas vem reduzindo gradualmente o número de homicídios.

 

De acordo com as estatísticas do Núcleo de Estatística e Análise Criminal (Neac) da Secretaria de Estado da Segurança Pública, desde novembro há uma queda nos crimes de homicídio registrados em Alagoas. Em novembro de 2017 ocorreram 145 crimes, quando no mesmo mês de 2016 foram 165; em dezembro foram 158 contra 196 em dezembro de 2016.

 

Avançando para este ano, janeiro obteve 162 homicídios contra 208 em 2017; em fevereiro ocorreram 116 e, no mesmo mês do ano passado, foram registrados 202; já em março foram 138 homicídios contra 198 do ano anterior; e em abril 148 e, no mesmo mês de 2017, foram 157.

 

Essa mudança tem relação direta com a nova postura de enfrentamento ao crime no Estado.

 

Alagoas já investiu mais de R$ 60 milhões no aparelhamento da Segurança Pública. Além disso, lançou programas de enfrentamento ao crime, como o Força Tarefa e o Ronda no Bairro, e está construindo Centros Integrados de Segurança Pública, que fortalecem ainda mais a política de integração entre as polícias Civil e Militar. Esse trabalho conjunto tem conseguido também reprimir o tráfico de drogas, um dos principais causadores dos homicídios.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com