quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Notícias

In:

Com a presença de todos os 15 vereadores, Câmara de Palmeira dá início à legislatura de 2017

Por Cinara Corrêa
Todos os vereadores compareceram  à primeira sessão de 2017 (Foto: Cinara Corrêa)

Todos os vereadores compareceram à primeira sessão de 2017 (Foto: Cinara Corrêa)

Com a presença dos 15 vereadores, a Câmara Municipal de Palmeira dos Índios aprovou, nesta quarta-feira, 15, 23 indicações, dando início no ano legislativo de 2017. A maioria delas pedindo benfeitorias nos bairros e povoados da cidade, entre perfuração de poços, abastecimento de água, reforma de escola, recuperação de praças, instalação e iluminação pública, arborização, além de voto de pesar pelo falecimento do ex-vice-prefeito de Igaci, Marcelo Araújo Jatobá.

Uma das indicações, de autoria da vereadora Adelaide França, causou polêmica na Casa. Ela pediu aos profissionais da Prefeitura Municipal que providenciassem o pagamento e a religação do fornecimento da energia elétrica do Instituto de identificação, instalado em uma das salas do Hotel São Bernardo. A energia está suspensa desde o dia 19 de janeiro. “Já não se tira mais a carteira de trabalho na cidade de Palmeira dos Índios. Agora, vamos ter que ir a outra cidade para tirar também a carteira de identidade?”, questionou a autora da indicação. A Delegacia Regional do Trabalho está fechada há quatro anos na cidade.

O vereador Cristiano Ramos informou, no entanto, que o superintendente do Ministério do Trabalho em Alagoas, Israel Lessa, esteve recentemente no município e que já está sendo licitada a obra de reforma de um prédio, para a reabertura da nova sede e a consequente normalização desses serviços.

Já o vereador Toninho Garrote levou uma solicitação dos vendedores ambulantes. Eles alegam que uma determinação da Prefeitura de Palmeira dos Índios irá impedir que sejam vendidos refrigerantes e cervejas em latas durante o período carnavalesco. Ainda segundo esses ambulantes, a venda de bebidas se daria em copos plásticos. “Em plena crise, esses ambulantes aproveitam ao máximo o Carnaval para aumentarem a renda. Essa medida, se comprovada, desestimula o comércio de bebidas e agrava ainda mais a crise na nossa cidade e nós queremos exatamente o contrário”, argumentou. Em aparte, a vereadora Adelaide França, disse que também achava um ‘absurdo’ essa determinação, caso seja realmente confirmada.

O presidente da Câmara, vereador Júnior Miranda, interrompeu a sessão ordinária, para dar início à sessão solene, que concedeu o título de Cidadão Honorário de Palmeira ao juiz de direito Geneir Marques de Carvalho Filho, titular da 1ª Vara da Comarca de Palmeira dos Índios.

 

 

Compartilhe:
Tags: ,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com