sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Notícias

In:

França pede reunião urgente do Conselho de Segurança da ONU sobre Aleppo

Por Redação com G1

A frança pediu nesta quinta-feira (15) consultas urgentes a portas fechadas do Conselho de Segurança das Nações Unidas para tratar da evacuação de civis da cidade síria de Aleppo e de planos para envio de ajuda – informaram os diplomatas à agência France Presse.

Segundo o embaixador francês na ONU, François Delattre, a reunião será “provavelmente amanhã (sexta-feira)”, a portas fechadas, para que se tenha uma melhor ideia da situação no terreno.

Na conversa com a imprensa, Delattre mencionou a iniciativa europeia para o envio de observadores internacionais encarregados de supervisionar as retiradas em Aleppo.

“França e Alemanha e outros aliados europeus” – explicou o embaixador – “trabalham em estreita cooperação sobre propostas” concretas tendentes a garantir “uma evacuação (de civis) em toda segurança e um acesso à ajuda humanitária” em Aleppo.

Já o ministro britânico das Relações Exteriores, Boris Johnson, convocou os embaixadores russo e iraniano para expressar sua “profunda inquietação” com a situação em Aleppo.

“Acabo de convocar os embaixadores de Rússia e Irã para manifestar minha profunda inquietação sobre Aleppo. É crucial proteger os civis e fazer chegar a ajuda”, tuitou o chefe da diplomacia britânica.

Mulher carrega alimento na chegada a al-Rashideen, depois de ser retirada de Aleppo, na Síria, na quinta (15) (Foto: Reuters/Ammar Abdullah)

Mulher carrega alimento na chegada a al-Rashideen, depois de ser retirada de Aleppo, na Síria, na quinta (15) (Foto: Reuters/Ammar Abdullah)

Primeiro grupo

 

 

O primeiro grupo de pessoas retiradas dos bairros sob ataque no leste de Aleppo chegou nesta quinta-feira (15) à região de Al Rashidin, ao oeste da cidade, disse o Observatório Sírio de Direitos. A ONG afirmou que, neste primeiro grupo, há 50 feridos e outros civis que abandonaram a cidade, localizada no norte da Síria.

O Observatório acrescentou que deve sair em breve um segundo grupo que também será levado a zonas ao oeste da cidade, controladas pela oposição.

Os ônibus e ambulâncias que transportam essas pessoas estão saindo dos distritos no leste de Aleppo, passam por áreas sob o domínio das autoridades e depois se dirigem a lugares na região oeste, detalhou o Observatório.

Ônibus e ambulâncias usados na retirada de pessoas da cidade síria de Aleppo, na quinta (15) (Foto: Reuters/Ammar Abdullah)

Ônibus e ambulâncias usados na retirada de pessoas da cidade síria de Aleppo, na quinta (15) (Foto: Reuters/Ammar Abdullah)

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) confirmou que 20 ônibus e 13 ambulâncias tinham cruzado a linha da frente, que separava os bairros em poder dos insurgentes dos que estão nas mãos das autoridades em Aleppo.

Estima-se que cerca de nove mil civis e quatro mil combatentes opositores abandonem o leste de Aleppo em virtude do acordo firmado na madrugada passada entre as partes, que estipula um cessar-fogo e a evacuação.

Compartilhe:
Tags: ,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com