sábado, 24 de agosto de 2019

Notícias

In:

Centro de Convenções de Maceió recebe 30° Salão de Artes Marinhas

Por Redação com Agência Alagoas
30º Salão de Artes Marinhas vai comemorar três décadas de arte. Divulgação

30º Salão de Artes Marinhas vai comemorar três décadas de arte. Divulgação

O Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso recebe, entre os dias 7 e 28 de dezembro, o 30º Salão de Artes Marinhas, que comemora três décadas de arte. A mostra é uma realização da Associação dos Artistas Visuais de Alagoas, com parceria da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) e apoio institucional da Capitania dos Portos de Alagoas.

Ao longo das edições, já foram quatrocentos artistas alagoanos, somando mais de mil obras de arte de expostas. Em sua 30° edição, a exposição selecionou e convidou 67 artistas das mais variadas vertentes das artes visuais, como fotografia, pintura, escultura, gravuras, entre outros.

Segundo Fredy Correia, a ideia é trazer ao público uma visão panorâmica e histórica da contemporaneidade artística alagoana. “Ao longo de sua importante história, o salão permitiu que a nossa arte visual fosse amplamente visualizada provocando questionamentos, pesquisas acadêmicas e análises críticas em seus importantes e variados aspectos. Essa visualização e análises nos permitirá reconstruir ou construir uma nova identidade visual, que nos possibilite avançar nos mais diversos campos da formação, capacitação e aperfeiçoamento técnico, permitindo, assim, que se abram novas perspectivas de um crescimento artístico sustentável em Alagoas”, destacou.

Salão de Artes Marinhas

O Salão de Artes Marinhas teve início em dezembro de 1984, criado pelo marinheiro, artista plástico e professor de arte Osvaldo Cruz, que realizou nas instalações da Capitania dos Portos de Alagoas o Salão Pancettti de Pintura como parte das comemorações da Semana da Marinha daquele ano.

Em 2011, o professor, historiador e crítico de artes Romeu Loureiro assume a curadoria do salão, renomeando a mostra como Salão de Artes Marinhas. Em 2007, a curadoria e produção executiva do evento passa para o artista visual e produtor cultural Fredy Correia, que inova e abre espaço para outras vertentes das artes visuais.

Compartilhe:
Tags: ,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com