quarta-feira, 17 de julho de 2019

Notícias

In:

Rival do Real pode voltar a ser ‘pequeno’ na próxima temporada

Por Redação com ESPN
(Foto: Getty) Draxler custou 36 milhões de euros ao Wolfsburg. Contratações assim não devem seguir no clube

(Foto: Getty) Draxler custou 36 milhões de euros ao Wolfsburg. Contratações assim não devem seguir no clube

Depois de ser campeão alemão de forma inédita em 2008, o Wolfsburg mostrou na temporada passada que poderia voltar a uma posição destaque no cenário doméstico e dar as caras em competições europeias com frequência. Afinal, o time foi vice na Bundesliga e faturou a Copa da Alemanha em cima do Borussia Dortmund.

Mais do que os resultados, os Lobos mostraram que estavam uivando bem alto por conta das contratações. Afinal, tiraram Julian Draxler do Schalke 04 por 36 milhões de euros, contrataram nomes badalados como Dante, Luiz Gustavo e André Schürrle.

No entanto, apesar de o Wolfsburg encarar o Real Madrid nas quartas de final da Uefa Champions League (sua melhor participação na história), a presença no grupo de principais clubes do futebol germânico deve ser bem rápida. E isso não se deve a apenas uma modesta oitava colocação na atual edição do Campeonato Alemão, que o deixaria fora até mesmo da próxima Liga Europa.

O grande problema da equipe se dá fora de campo. Afinal, no ano passado, foi deflagrado um escândalo que mostrou manipulação da emissão de gases na produção de carros da Volkswagen, que é a dona do time alemão. A marca de automóveis dá o nome ao estádio, é também patrocinador master e repassa por temporada 100 milhões de euros ao clube.

O presidente da empresa renunciou ao cargo logo após a questão ter se tornado pública. Diversas demissões foram feitas pelo mundo, assim como a queda do número de diretores pela metade.

A crise afetou diretamente no Wolfsburg, que terá de puxar o freio nas contratações. “Não podemos planejar nossa política de transferência como se fosse algo separado da situação geral”, declarou o diretor esportivo, Klaus Allofs, à revista Sports Bild. “Precisamos assumir riscos calculados. Vamos continuar a nos reforçar em condições econômicas razoáveis.”

Mais do que isso, a Volkswagen anunciou em outubro do ano passado que suspendeu a construção de um centro de treinamento para a base dos Lobos.

A seis pontos da zona da Liga Europa e a sete da Champions League, o Wolfsburg pode ver o duelo contra o Real Madrid como seu último momento na competição em futuro a curto ou médio prazo. As duas equipes fazem o jogo de ida na Volkswagen Arena nesta quarta-feira, às 15h45 (de Brasília).

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com