quinta-feira, 18 de Abril de 2019

Notícias

In:

Santa Mônica retoma atendimento na próxima semana, anuncia secretária

Por Ivan1

Rozangela Wyszomirska anunciou reabertura da Santa Mônica nesta sexta, durante entrevista à TV Mar (Foto: Carla Cleto)

Rozangela Wyszomirska anunciou reabertura da Santa Mônica nesta sexta, durante entrevista à TV Mar (Foto: Carla Cleto)

“Iniciaremos a retomada do atendimento na Maternidade Escola Santa Mônica a partir da próxima semana”. O anúncio foi feito ontem (16), pela secretária de Estado da Saúde, Rozangela Wyszomirska, durante entrevista concedida ao radialista Wílson Júnior, âncora do programa A Vez do Povo, exibido pela TV Mar.
Com esta medida, o atendimento a gestantes de alto risco passará a ser realizado em uma estrutura moderna, com nova climatização, centro cirúrgico e enfermaria. Isso porque, desde agosto do ao passado, quando a reforma da unidade foi iniciada, o atendimento migrou para a maternidade do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HUPAA).
Segundo revelou Rozangela Wyszomirska, neste primeiro momento não haverá aumento do número de leitos, uma vez que a ampliação só irá ocorrer na segunda etapa da obra. Com isso, as gestantes de alto risco terão à disposição 120 leitos de internação, sete leitos de UTI materna, 20 leitos de UTI neonatal e dez de UCI neonatal.
“Posteriormente o número de leitos de UTI neonatal passará para 26 e os de UCI neonatal aumentarão para 26. Nosso propósito é qualificar o atendimento materno infantil para os usuários do SUS, assegurando um atendimento ágil, eficiente e humanizado”, destacou a secretária.

    Monitoramento

Quanto à estrutura da saúde estadual e os projetos para a atual gestão, a nova titular da Secretaria de Estado da Saúde informou que está realizando um monitoramento junto aos técnicos da pasta e gestores municipais. Para isso, Rozangela Wyszomirska tem se reunido diariamente com os superintendentes e assessores, que estão repassando os dados da pasta.
A secretária de Estado da Saúde também já se reuniu com os secretários de Saúde de Maceió e de Arapiraca, respectivamente, Sylvana Medeiros e Ubiratan Pedrosa. Isso porque, os dois municípios são sedes da I e II Macrorregiões de Saúde, onde estão localizados os serviços de média e alta complexidade, como os hospitais gerais e de urgência e emergência.
“Estamos concluindo o processo de captação de informações referentes aos recursos financeiros da Sesau, estrutura física, dados das doenças infectocontagiosas e não transmissíveis e dos convênios e programas. Mas a população pode ficar tranquila que nosso objetivo é ampliar o acesso às políticas públicas de saúde e, neste primeiro momento, prorrogamos por 90 dias os contratos referentes aos programas estruturantes Provida, Promater, Prohosp e Prosaúde, que serão analisados quanto a sua resolutividade e poderão sofrer repactuação”, salientou.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com