quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Notícias

In:

Presidio do Agreste é inaugurado em Craíbas

Por Roberto Gonçalves
Governador Teotonio Vilela, vice Tomás Nonô e Secretário Dário César inaugura unidade prisional

Governador Teotonio Vilela, vice Tomás Nonô e Secretário Dário César inaugura unidade prisional

Foi inaugurado na tarde de ontem, 19 o Presidio do Agreste pelo governador Teotônio Vilela Filho (PSDB) as margens da Al-220 no município de Girau do Ponciano na Região Metropolitana do Agreste. (RMA). O ato contou com a presença dos secretários de Estado da Defesa Social Dário Cesar, Secretário de Estado da Articulação Política Rogério Teófilo, Superintendente Geral do de Administração do Penitenciária, tem. Cel. Carlos Alberto Luna dos Santos, Desembargador do Tribunal de Justiça Tutmes Airam, vice governador José Thomaz Nono, deputados estaduais Ricardo Nezinho, Gilvan Barros e Inácio de Loiola.
No seu discurso, o governador destacou o empenho do Secretário de Estado da Articulação Política Rogério Teófilo no objetivo da realização dessa obra e de outros empreendimentos realizados no seu governo em Arapiraca e região Agreste. Sobre o combate a violência no Estado e em todo o Pais. O governador afirmou da necessidade dessa guerra contra a violência ser enfrentada de todas as formas com a participação da Igreja, do Ministério Público do Poder Judiciário e Governo Federal. O Presidio do Agreste é o primeiro de Alagoas a funcionar no sistema de cogestão.

Yale acompanha inauguração do novo presídio do Agreste

Representando a prefeita Célia Rocha (PTB), o vice-prefeito Yale Fernandes (PMDB) acompanhou, no fim da tarde desta terça-feira (19), a solenidade de inauguração do novo presídio do Agreste, construído às margens da Rodovia AL-220, no município de Girau do Ponciano.

Yale acompanha inauguração do novo presídio do Agreste

Yale acompanha inauguração do novo presídio do Agreste

A comitiva de Arapiraca também contou com a presença da coordenadora de Comunicação, jornalista Mônica Nunes; do deputado estadual Ricardo Nezinho (PMDB) e dos vereadores Rogério Nezinho (PMDB), Tarcizo Freire (PSD), Doutor Fábio (PR), Fabiano Leão (PROS), Josias Albuquerque (PSD), Ronald Rios, o Roninho (PROS) e Edvânio Correia, o Edvânio do Zé Baixinho (PROS).
O governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) juntamente com o vice-governador José Thomaz Nonô (DEM) e o secretário de Estado da Defesa Social, coronel Dario Cesar, inauguraram,o novo presídio do Agreste, que vai abrigará cerca de 800 reeducandos e substituir o Presídio Desembargador Luiz de Oliveira Souza, que está sendo desativado na cidade de Arapiraca.
O prédio será doado à Universidade Federal de Alagoas (Ufal).
A inauguração contou ainda com a presença do superintendente geral de Administração Penitenciária, Carlos Luna, procurador-geral de Justiça, Sérgio Jucá; vice-presidente do Tribuna de Justiça de Alagoas (TJ/AL), desembargador Tutmés Airan; deputados estaduais Gilvan Barros, Inácio Loyola, além da vice-reitora da Universidade Federal de Alagoas, Raquel Rocha, e do prefeito de Girau do Ponciano, Fabinho Aurélio, entre outras autoridades civis e militares.
A estrutura do presídio do Agreste segue padrões de segurança e gerenciamento inovadores. Com 789 vagas destinadas para custodiados do sexo masculino, o Presídio do Agreste tem seis alas, com 768 celas coletivas que poderão abrigar até oito reeducandos, 19 celas individuais e duas celas para portadores de necessidades especiais.
O projeto da obra obedece à Lei de Execução Penal Nº 10.792, de 1º de dezembro de 2003, e atende todas as exigências legais quanto à assistência ao interno em campos como saúde, material, jurídico, educacional e religioso.
O gerenciamento do presídio seguirá o modelo de cogestão no qual a empresa “Reviver” será responsável por manter todos os serviços internos, cabendo à Superintendência Geral de Administração Penitenciária (SGAP) realizar o transporte, escolta e remoção dos custodiados, além de supervisionar, através dos seus gerentes de área, todos os serviços desenvolvidos na unidade.
A arquitetura da construção é definida por blocos funcionais independentes que são interligados por passarelas ou corredores fechados. Entre as principais vantagens do método estão à economia e praticidade operacional. As áreas de vivência dos custodiados, de trabalho dos agentes penitenciários e de controle da unidade, foram projetadas para viabilizar as atividades do cotidiano dos reeducandos, mas priorizando a segurança dos agentes, dos funcionários e das visitas, facilitando a logística do complexo. As celas também possuem isolamento térmico, o que garante uma redução de 15% da temperatura em seu interior, diminuindo o consumo de energia elétrica
De acordo com o secretário de Estado de Defesa Social, coronel Dario César, ainda esta semana serão transferidos os reeducandos da penitecniária de Arapiraca, para, em seguida, ocorrer a transferência de presos das delegacias da região.

 

Compartilhe:
Tags: ,,,,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com